E quando já não acreditamos em Princesas… eis que “tropeçamos “ numa. E a nossa memoria leva-nos ás recordações de infância dos contos do “ Era uma vez “.  Reconhecemos que naquela Princesa mora um Anjo! E que é real!
 E nunca mais nada será igual…porque um anjo … uma fada, algo grandioso e com muita Luz, entrou na nossa vida!
Obrigada Verinha !

Clara Gomes
Porto